Diversas

Inclusão Produtiva: Estudantes são capacitados para ingressar no mundo do trabalho

Durante o ano os estudantes foram capacitados para ingressar no Programa de Aprendizagem também oferecido pela FCJ

Inclusão Produtiva: Estudantes são capacitados para ingressar no mundo do trabalho

A equipe da Fundação Carlos Joffre (FCJ) concluiu o projeto “Inclusão Produtiva: Construindo Cidadania”, junto aos alunos do 9º ano da Emeb Pedro Cândido do bairro Boqueirão e da Emeb Santa Helena, do bairro Copacabana. Foram mais de oito meses de convivência e o projeto foi fechado com a entrega dos certificados de conclusão do curso.

Durante todo esse período os estudantes, com idade entre 14 e 18 anos e que frequentam regularmente o último ano do ensino fundamental, foram capacitados para ingressar no Programa de Aprendizagem também oferecido pela FCJ, podendo ser a porta de entrada para o mundo do trabalho. “Os alunos se engajaram à nossa proposta e durante o ano pudemos acompanhar a evolução de cada um. O projeto de Inclusão Produtiva os auxiliará muito e, com certeza, esses alunos terão um diferencial a ser somado quando entrarem no mundo do trabalho”, Afirma Aline Dallazem, coordenadora do Programa de Aprendizagem da FCJ.

Foram abordados conteúdos como Cidadania, Direitos e Privilégios; Motivação; Planejamento Pessoal; Projeto Pessoal de Estudos; Fundamentos da Informática; Pacotte Office; Plataforma Google – Gsuíte; Redes Sociais: Facebook, Linkedln - Configurando o App; Gerenciamento de Tempo; Relacionamento Interpessoal; Marketing Pessoal; Moral e Ética; Liderança – Palestra; Empreendedorismo na Vida e no Mundo do Trabalho; Descobrindo Atitudes Empreendedoras; e Avaliação do Processo.

As empresas parceiras da FCJ procuram por jovens que tenham o mínimo de preparo e conhecimento básico em softwares como o Pacote Office. Assim, a capacitação dos estudantes vem de encontro a essa necessidade. “Nossos alunos adquiriram um conhecimento que levarão para toda a vida e estamos muito felizes em poder oferecer esse suporte”, comenta a diretora da Emeb Pedro Cândido, Eliane Cezar da Silva.

Galeria